quinta-feira, 5 de maio de 2011

Osama de Neve

dizem por aí que Osama Bin Laden está morto. Sei. Mas ninguém quer provar isso. Sei.
Desde que o mundo é mundo as pessoas têm interesse em ver a morte e a desgraça alheia. Pensem se matassem Tiradentes, o vilão, e não exibissem seu corpo por aí. O que seria da vida?
E o Sadan? Hã? Se não mostrassem o velhinho sendo enforcado, até hoje acreditariam que ele estava por aí, fazendo agora parte de algum programa humorístico como o Zorra Total ou substituindo o Sargento Pincel nos Trapalhões. O caso também que ele poderia ser o Sr. Wilson de Dênis, o pimentinha.
Mas se não mostrassem o malvadão sendo enforcado, ninguém acreditaria.
Se o assassino de John Lennon não o matasse na frente de uma multidão, provavelmente John seria visto em algum evento hippie por aí. Ou vendendo tempurá em feiras japonesas.
é uma coisa, mas é verdade. as pessoas querem ver mesmo, tipo São Tomé. Alguém aí acha que o Elvis está morto? Claro que não. Claro que não. Elvis hoje vive de covers de si mesmo e vendo churros em uma praça do Alabama.
- Os de doce de leite são meus preferidos, costuma dizer.
Entendo.
Mas a verdade sobre a morte de Osama é que Obama, o Barack chamou um soldado, o mais mais mais mau de todos e disse:
- Traga-me o coração dele.
Mas o que Obama, o Barack não contava é que o soldado tinha ascendentes no Paquistão. Devido a imigração, o soldado tinha um pézinho fincado lá.
Quando o herói encontrou o bandido e o bandido por piedade pedia: não me mate, não me mate, eu só quis dizer, o herói soldado ficou com pena e lembrou de seu bisavô.
- ele tinha uma barba assim- pensou com ele.
foi então que decidiu pegar o coração de um camelo, pq lá não havia alces, e levar para Obama, o Barack. e levou também o turbante que Osama usava e estava assinado pelo ronaldinho.
Obama, o Barack ainda pediu;
- Quero ver o corpo.
E o soldado herói que era mau mau mau disse:
- sinto muito chefe, mandamos o corpo para o mar.
- droga - resmungou obama, o barack - agora terei que dizer que devem confiar em mim. eu queria era ver o meninão despedaçado. você jura que o matou? jura?
- sim, senhor, senhor! - disse o soldado mau mau mau com os dedinhos cruzados.
- não tem uma fotinha? uma mísera fotinha? nada?
- tenho essa calça larga senhor, que Osama usava quando o matei. pode ver que está mijada.
- é isso, é isso.
e Obama, o Barack ficou feliz e acreditou no soldado mau mau mau. e contou sua história para o mundo.
Mas a verdade é que Osama parece tirou a barba e o turbante. raspou o cabelo e hoje vende souvenirs, desse copinhos sabe? lembrancinhas, ímas em Nova York. Mora lá com sete pessoas obesas que gostam de comer sucrilhos e bacon pela manhã. Osama ainda não se acostumou com a alimentação americana, mas vive bem com eles.
Osama espera agora a força e o beijo de alguma presendente da América do Sul para voltar a ser o velho e o bom Osama de sempre.
Com certeza alguém comentará que o viu vagando pelo Central Park. Mas ninguém vai acreditar. ninguém.
Nem Obama, o Barack.

3 comentários:

liber disse...

hahaha!
Adorei o texto!
(Vc estava sóbria?)

Bjs!

Marie Flufflin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camila disse...

melhor de td eh virar o senhor Wilson! ao menos o Dennis, o Pimentinha - diferente do Barack, o Obama! - daria um fim pra valer nele... de tanto q ía infernizar kkk