sexta-feira, 25 de julho de 2008

a casa


o mais difícil é encontrar um espaço dentro da gente e saber permanecer nele. sem crises. o mundo movido à paixão, o ser humano descontrolado de emoção. querer se encontrar não é complicado. pior do que isso, é se encontrar e saber onde ficar de verdade. e não adianta olhar no espelho, tentar ir além dele. o bom da vida são os espaços que ela deixa para gravar no nosso coração aquela hora que acabou, aquela imagem que não podia ser mais linda, e que agora está eterna.

a casa não é minha. mas os meus pensamentos, esses são. ou deveriam ser, na pior das hipóteses...

2 comentários:

**hAy** disse...

blog legal..
vc está certa..nem sempre os pensamentos são nossos...ou o q eles geram no final.
t+

lidiabasoli disse...

que bom que vc gostou...é, nem sempre são nossos os nossos pensamentos. o grande lance é pensar que o que eles geram podem ter um pedaço da gente tb.
e é esse pedaço nosso que vai fazer com que a gente se identifique. nem que seja com o outro!
e assim acalmar aquilo que a gente chama de saudade, de alguém, ou daquilo que ainda não aconteceu...
bons pensamentos pra vc...apareça sempre!