terça-feira, 2 de novembro de 2010

Dry Martini

Sentou no bar e olhou o cardápio. Na verdade não queria comer e nem pedir nada, mas o cardápio era tão bonito, tão pop art. Olhou tudo e pensou em pedir algo. só não sabia ainda o que. Ali pensou que a vida que estava levando é que estava assim: indecisa. Uma vida indecisa.
Chegava agora a uma idade onde o questionamento e a reflexão eram quase tão naturais quanto respirar e o respirar estava difícil. Estava mesmo.
Principalmente aquele ar novo que vinha de dentro. Um ar estranho, tal qual um cheiro novo. Nem bom e nem ruim. Apenas novo.
Decidiu que queria conhecer as coisas que não havia experimentado antes. A vida mesmo. O amor. E a liberdade de ousar querer ser quem é.
E quem era ela naquele momento?
"sou uma soma de tudo, de todos, de todas as expectativas criadas em relação a mim". Aquela luz intimista do bar lhe mostrava um caminho novo e ousado, na direção de algo que não conhecia ao certo. E isso lhe fazia bem. Lhe fazia tão bem ser e ter algo que não conhecia em suas mãos.
Olhou gentilmente para o rapaz da mesa ao lado. Gentilmente porque queria pedir que ele lhe salvasse da solidão que estava assolando seu coração.
"Mas eu nunca quis casar, isso não é para mim".
Talvez. Mas pelo simples fato de não ter certeza já se punha tranquila.
Olhou novamente para o rapaz que estava na mesa ao lado. Seus olhos se cruzaram e ela conseguiu fixar o olhar nele. Lentamente as pupilas foram se dilatando. Lentamente. E enquanto ele olhava para o lado em direção a ela, ela também olhava.
E assim foram dançando com o olhar. Sem se tocar. Sem se conhecer. Esboçou um sorriso e seus olhos se baixaram em direção a mesa, assim como os dele, que também sorriu.
Dançaram com o olhar e quando foram se olhar de novo: "algo para beber, senhorita?" disse um garçon frio e antipático.
ela rapidamente olhou o cardápio e pediu:
"dry martini. pouco gelo".
E eles voltaram a dançar. Com os olhos.

2 comentários:

Marie Flufflin disse...

Gostei.Da imagem,da reflexão da personagem,da 'dança'(cheguei a visualizar a cena)
Parabéns Lí!

Marie Flufflin disse...

Lidissíma,fiz um blog!http://www.blogdoconjunto.blogspot.com
=D