quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

PARABÉNS. HÃ?

um texto bacana sobre a hipocrisia, a realidade e opiniões.
tá certo, ganhar ou dar parbéns pode até ser legal. mas que é estranho é.
não tem como negar.
Gosto de ligar para meus amigos em seus aniversários, para que saibam que penso neles, mas sem nunca dar parabéns. Eu me sentiria redundantemente óbvio e previsível ligando pra alguém no seu aniversário e dizendo "parabéns pelo seu aniversário". Mais importante, hmmm, exatamente o que é que há de parabenizável em completar vivo mais uma rotação da terra em volta do sol? Tem algum mérito intrínseco nisso? Não foi exatamente isso que, com algumas exceções, todos nós também fizemos no ano que passou? Não entendo esses humanos! * * * Outro dia, fui falar no MSN com uma amiga que recentemente teve filho e ela me recebeu com frieza: Você sumiu. Você também, eu disse. O MSN é mão dupla, sabia? Humpf. Pensei que você iria me dar parabéns depois do nascimento da Paulinha. E eu, sinceramente curioso, deixei escapar: Por quê? E ela perguntou, já rosnando (mesmo as mulheres mais mansas aprendem a rosnar assim que dão à luz, deve ser algo biológico): Como assim "por que"?! E eu, que conheço os costumes dos humanos, só prefiro não segui-los, sabia que estava em território minado, mas continuei: Por que você achou que eu lhe daria os parabéns? Porque eu tive filho, claaaaroooo! E lá veio todo um discurso sobre a importância da maternidade, blá blá blá, e eu ouvi quietinho, e depois respondi: Olha, eu concordo com tudo isso. A maternidade é linda. Acompanhei a gravidez da minha irmã e de todas as minhas amigas. É um momento mágico quando suas bocetas finalmente regurgitam aquele parasita que passou nove meses se alimentando delas, mas... Convenhamos. Não tem nada de especial na maternidade. Até os ratos de esgoto dão à luz. Praticamente todos os seres humanos capazes de parir acabam parindo em algum momento de suas vidas. Parabenizar alguém por ser mãe seria como parabenizá-la por fazer aniversário, por menstruar ou por aprender a andar. Sim, sim, e daí que você passou mais um ano viva? E daí que você cagou o edredon todo de sangue? Toda mulher menstrua, todo mundo sabe andar, get over it! O parabéns, por definição, é uma coisa exclusiva. Se tem algo que todo mundo faz e se todo mundo merece parabéns por isso, então esse parabéns não tem absolutamente nenhum valor nem nenhum sentido. É um comentário vazio e inócuo que pessoas falsas e previsíveis dizem umas para as outras porque sabem que é o socialmente esperado e, mais importante, para evitar o perigo sempre constante de uma comunicação que de fato possua conteúdo e signifique alguma coisa. Por fim, concluí, se você ganhar a maratona, ou for indicada pro Nobel, eu juro que te dou os parabéns! Minha amiga ainda não voltou a falar comigo. Vai entender os humanos!

3 comentários:

poetinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
poetinha disse...

e algo que precisa de testemunha pra dizer que você é o dono pode ser chamado de bom?
Outro texto intrigante!
Beijos

Luís Fernando disse...

Como fazer um blog bom também não é grande coisa, não a parabenizarei por este aqui. No entanto, passarei a acompanhá-lo.

PS: Fiquei espantado ao ouvi-la falar "boceta"! Nunca pensei que você pudesse falar palavrão!